LOTE 019

Uma gleba de terras com área total de 300,00,00has, (trezentos hectares)

As fotos são meramente ilustrativas
Vendido
MAIOR LANCE NO MOMENTO

LANCE INICIAL

R$ 67.500,00

visualizações: 357
encerra em:
00 dia(s), 00 h : 00 m : 00 s
Data do encerramento
Início do Leilão
às
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PIAUÍ - COMARCA DE PIO IX
2º LEILÃO - TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PIAUÍ - COMARCA DE PIO IX
LEILÃO JUDICIAL
Online (Ao Vivo)
Data 1º Leilão: 12/11/2020 09:10
R$ 67.500,00
R$ 67.500,00
Local do Leilão: WWW.ITALOLEILOES.COM

Últimos Lances

Documentos

EDITAL

Detalhes do Lote
Compartilhar:    

Comitente: TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PIAUÍ - COMARCA DE PIO IX

Cidade: Pio IX/PI
Endereço: situada no lugar denominado “Saco da Direita” data Cova Donga, Município de Pio IX-PI,
Matrícula: R-1/3.306, fl 97 do Livro 2-N do Registro Geral do Cartório de Imóveis do Município de Pio IX

Descrição: Uma gleba de terras situada no lugar denominado “Saco da Direita” data Cova Donga, Município de Pio IX-PI, com área total de 300,00,00has, (trezentos hectares), contendo as seguintes confrontações: ao norte com José Ferreira de Alencar Mota, ao sul com a estrada carroçal, ao leste com Afonso Moura Macedo, e ao oeste com Antônio Valdenor Bezerra. Devidamente registrada sob o número de ordem R-1/3.306, fl 97 do Livro 2-N do Registro Geral do Cartório de Imóveis do Município de Pio IX, tudo conforme descrição constante da cópia da Certidão emitida pelo referido Cartório.

Processo: 0800295-95.2018.8.18.0066
Vara: VARA ÚNICA
Comarca: COMARCA DE PIO IX
Exequente: SEÇÃO JUDICIÁRIA DA JUSTIÇA FEDERAL DE PICOS-PI
Executado: AFONSO MOURA MACEDO
Localização do Imóvel

Endereço: situada no lugar denominado “Saco da Direita” data Cova Donga, Município de Pio IX-PI,
Cidade: Pio IX / PI

Observações do Lote

Condições de pagamento: O pagamento do bem será à vista, mediante depósito judicial vinculado ao processo, no prazo máximo de 10 (dez) dias a contar da venda. Caso haja interesse no pagamento em prestações, deverá ser observado o disposto no Artigo 895 do CPC, pagamento de 25% (vinte e cinco por cento) do respectivo valor à vista e o saldo remanescente em até 30 (trinta) parcelas, observada a parcela mínima de R$ 500,00 (quinhentos reais), com o indexador de correção a taxa SELIC, garantindo por caução idônea (quando se tratar de móveis) ou hipoteca do próprio bem (quando se tratar de imóveis). Cabe, também, ao arrematante o pagamento da comissão do leiloeiro, no percentual de 5% (cinco por cento) do valor da arrematação. Na hipótese de acordo ou remição após a realização da alienação, o leiloeiro fará jus a comissão de 5% (cinco por cento), sobre o valor da arrematação (art. 7º, § 3º da Res. CNJ nº 236/2016). O não pagamento do preço do bem arrematado e da comissão do Leiloeiro Oficial, no prazo aqui estipulado, configurará desistência ou arrependimento por parte do arrematante, ficando este impedido de participar de novos leilões judiciais (art. 897, CPC), bem como obrigado a pagar o valor da comissão devida ao Leiloeiro, conforme aqui estabelecido.